Banner Principal - Jornal de Vinhos
Português English Castellano


Informação | Notas de Prova Comparadas

QUINTA DA SEQUEIRA BRANCO VINHAS VELHAS DOC DOURO 2006

Quase unânime a crítica para este branco especial do Douro. Apenas um ponto percentual de diferença entre as críticas da Revista de Vinhos, Blue Wine e Wine Passion.

 

“Um branco opulento com notas ricas de baunilha e fumados no fruto cozido e mineral intenso. Na boca é um vinho carnudo, cheio de corpo e volume de prova, sobre alcoólico, mas cheio de força e intenção. Termina muito longo a tosta e confeitos. Branco para pratos fortes ou queijo amanteigado”.
16 pts ..................................................Revista de Vinhos, Guia de Compras 2008 pag. 69


“Cor amarela citrina, aberta de intensidade média. Tem um aroma intenso, com fruta madura, harmonioso, com belas notas de damasco, relva, maçã, num estilo franco, cristalino e com final de acento mineral. Na evolução mostra aromas mais melados com passas e creme queimado. Ataque cheio, decidido, com bom volume suportado pela vinosidade, com uma acidez média que consegue refrescar o conjunto. Tem um final persistente com as notas do aroma e ligeiro amargo. É um vinho encorpado no geral, bem feito, que necessita para uma boa apreciação de um bom copo e temperatura”.
16 pts ....................................................Blue Wine nº 14 Julho 2007, ass. MM (Manuel Moreira)


“Amarelo brilhante citrino. No nariz exala frutas citrinas maduras, madeira de boa qualidade e tosta a complexar, com alguma frescura a dar equilíbrio e elegância. Na boca é revelador de um branco potente mas equilibrado, acidez correcta, fruta e madeira persistentes, a terminar bem longo”.
17 pts ......................................................Wine Passion nº 16, 2008 pag.031

"Cor amarela palha. Notações de citrinos, alperce, melão, nêspera, anís e um fundinho vegetal que o acompanha do início ao fim. Gordo e glicerinado, bem equilibrado e com acidez judiciosa, volta a mostrar na boca um lado vegetal que surge associado a frescura do limão. O final é intenso, mesmo se decididamente quente pela genica excessiva do álcool. Não fora o álcool exorbitante teriamos aqui um vinho bem interessante ..."

15 pts .......................................................Rui Falcão, Guia de Vinhos 2008 pag. 163

 

 

 

 

Imagem associada


JORNAL DE VINHOS 2008 v. 2 POWERED BY VBWORKS.NET