Banner Principal - Jornal de Vinhos
Português English Castellano


Informação | A Semana Crítica

CAMPOS DE CIMA TANNAT 2006

Peter Wolffenbuttel escreve sobre vinhos sul americanos.

Por PETER WOLFFENBÜTTEL

___________________________________________________________________________________________

 Numa noite fria em Encruzilhada do Sul, na casa de agradáveis anfitriões Boca e Lili, me foi apresentado este vinho.

Já conhecia o trabalho dos produtores,  já tinha a apreciado alguns produtos como o espumante. E, também, já tinha sido apresentado para alguns Tannat brasileiros. Todos corretos mas nenhum que me arrebatasse o coração como este. Mas antes de falar do vinho vamos ver quem é esta uva.

A Tannat produz vinhos medianos em sua região de origem, Madiran, sudoeste francês, quase fronteira com a Espanha.

Lá produz um vinho com muito tanino que nos traz  aquela sensação de banana verde, o chamado, na gíria dos enófilos, um vinho "duro" demais.

No Uruguai e, agora, no sul do Brasil, a  gata borralheira transformou-se em princesa.

Esta casta veio na mala de um imigrante basco-francês ou espanhol que aportou no Uruguai.

Um abre parênteses um dos grandes Tannat que conheço é o Stagnari Viejo elaborado com uvas de Salto, extremo oeste do Uruguai, e não, como  maioria dos vinhos daquele país que são feitos com uvas de regiões próximas a Montevidéo.

Digo, porque a vinícola Campos de Cima, como veremos adiante, fica em Itaqui, extremo oeste do Rio Grande do Sul e no mesmo clima continental, de Salto. O clima, com grande variação entre o dia e a noite no final da maturação garantem a qualidade desta casta.

A Tannat possui grande quantidade de taninos o que lhes garante estrutura, força e longevidade, mas toda esta força tem que ser domada pela madeira, um Tannat demora alguns anos para revelar seus segredos.

E quando está maduro é um vinho inesquecível.

O produtor Campos de Cima está localizado em Itaquí a 700 e tantos quilômetros da capital Porto Alegre. Algo impensável para os padrões europeus, no mínimo uma ida de sul a norte em Portugal.

Esta vinícola vem investindo muito nos vinhedos e em tecnologia resultados que já vem aparecendo.

Os vinhedos estão na chamada Campanha Ocidenta, antes local exclusivo de gado e ovelha. Em termos de agricultura o arroz. Mas hoje os vinhedos vem moldando a paisagem. Muito legal ver gaúchos fardados lidando com o parreiral.

O clima continental de invernos rigorosos e verões quentes e ensolarados garantem condições ideais para a Tannat.

Este vinho que apreciei estava delicioso. Taninos perfeitamente domados, cor vermelho rubi, mas translúcido, brilhante o que já indicava um vinho maduro. No nariz amoras, pitangas e frutos vermelhos como Mirtilo, a citada amora e algo de damasco seco. Madeira no ponto, nem demais nem de menos. Na bca um vinho sedoso e envolvente. Final de gole longo e prazeroso. Um ideia da excelência que podemos chegar com esta casta na Campanha ocidental.

Os proprietários, José Silva Ayub e Hortência Ravache Brandão Ayub e todo o pessoal envolvido PARABÉNS me proporcionaram um  momento único e um um vinho inesquecível.

Acompanhamentos? Naquela noite foi com um carreteiro bem regado a boa conversa. Mas, no fundo, este vinho deveria vir com pernil de ovelha e receita de como prepará-la no contra-rótulo.

Feliz em saber que o meu Rio Grande do Sul pode produzir vinhos desta qualidade na Campanha.

-

 

Peter WOLFFENBÜTTEL, 51 anos, advogado, é brasileiro e aos 20 anos de idade começou o namoro com os vinhos: «Primeiro os brasileiros, depois vieram os argentinos e chilenos, por fim com a globalização e a facilidade os europeus em especial os portugueses. Sempre tenho que vinho bom é aquele que dá prazer, claro que este horizonte de prazer pode ser aumentado com o estudo, degustações e comparações. E foi o que fiz. Por último senti a necessidade de divulgar minhas ideias sobre o vinho e, principalmente, desmistificar o mundo do vinho para que mais pessoas possam usufruí-lo. Nasceu, então, o blog alemdovinho».


 

Imagem associada


JORNAL DE VINHOS 2008 v. 2 POWERED BY VBWORKS.NET