Banner Principal - Jornal de Vinhos
Português English Castellano


Informação | Vinhos Do Mundo

CHAMPAGNE BOLLINGER RECUPERA FORMATO DE GARRAFA DE 1846

A casa de champagne francês irá proceder à renovação de todas as suas garrafas para um formato inspirado numa garrafa do séc. XIX, cujas características permitem uma melhor preservação da qualidade do Champagne

14-01-2013

A Bollinger, casa de champagne francês, acaba de lançar um novo formato de garrafa, inspirado numa garrafa datada de 1846, redescoberta nas caves da Bollinger. Para além de uma homenagem ao legado histórico da Bollinger, esta nova forma de garrafa permite uma melhor expressão dos atributos dos seus champagnes.

Baptizada “1846”, a nova garrafa apresenta uma parte superior mais alongada (26mm) e a base ligeiramente mais alargada (93mm), permitindo uma menor circulação de oxigénio e logo a preservação das características únicas do champagne Bollinger. Para já, apenas o Special Cuvée (0,75Cl) pode ser já adquirido neste novo formato, mas até ao final do ano e nos seguintes, todos os champagnes Bollinger passarão a adoptar o novo formato.

Mathieu Kauffmann, Cellar Master da Bollinger, afirma que “A curvatura desta velha garrafa permite aproximarmo-nos dos benefícios de uma versão Magnum, pois para além da forma mais elegante e atractiva, a conjugação entre o gargalo mais estreito e a base mais larga permite-nos preservar a qualidade do champagne por mais tempo”.

Luís Sequeira, Director da Heritage Wines, distribuidora da Bollinger em Portugal acrescenta que “a Bollinger é uma das mais tradicionais e características casas de champagne francês, especialmente dirigida aos apreciadores do champagne de excelência. Esta nova garrafa reflecte a sua filosofia alicerçada nos valores da tradição, mas ao mesmo tempo, inovadora com vista a elevar a qualidade dos seus champagnes, colheita após colheita”.

O lançamento do novo formato de garrafa “1846” marca também o culminar do processo de alargamento e modernização das instalações da Bollinger, um investimento de 12 milhões de euros, tanto a nível da unidade de produção de champagne, em Mareuil-sur-Aÿ, como da unidade de embalagem, rotulagem e armazenamento, localizada em pleno coração de Côte des Blancs, em Oger.
 

Imagem associada


JORNAL DE VINHOS 2008 v. 2 POWERED BY VBWORKS.NET