Banner Principal - Jornal de Vinhos
Português English Castellano


Informação |

OS VINHOS SOALHEIRO: ALVARINHOS DE EXCELÊNCIA

António Luís Cerdeira é quem lidera os vinhos Soalheiro. A marca é hoje uma referencia incontornável nos Vinhos Verdes e mais, particularmente, na produção de Alvarinho. Hoje destacamos os vinhos que estão no mercado em breve falaremos da história da casa

12-2015

_______________________________

 A gama de vinhos Soalheiro é composta pelo Soalheiro clássico, um clássico e o vinho com maior presença internacional; o Soalheiro Primeiras Vinhas, uma referência nos Alvarinhos e, por quatro vezes consecutivas considera, o Melhor Vinho Branco Nacional e o Soalheiro Reserva, a expressão máxima da casta alvarinho com a fermentação em barrica.

Aos quais se juntam os dois espumantes Soalheiro, o clássico Bruto e, mais recentemente, o Bruto Rosé, não esquecendo ainda os inovadores ALLO e Soalheiro 9% que se distinguem pelo teor alcoólico moderado com enorme elegância e frescura, que procuraram explicar que o álcool moderadamente baixo também está associado a vinhos de grande qualidade.
 
 
ALVARINHO SOALHEIRO 2014 
 (Clássico)
 
As uvas de Alvarinho utilizadas no Soalheiro clássico são provenientes de diversas vinhas de pequena dimensão implantadas em solo de origem granítica entre os 100 e os 200 metros de altitude e localizadas em microclima muito particular. A boa exposição solar – local soalheiro – deu também o nome à parcela que esteve na origem da marca.
 
Soalheiro 2014 é um clássico com um perfil preciso, sobriedade aromática e uma grande elegância de sabor. As condições climaréricas de 2014 permitiram um aroma elegante, mineral e tropical, com um grande equilíbrio de sabor, fresco e intenso, antecipando uma boa capacidade de evolução em garrafa. As temperaturas moderadas durante a maturação (julho e agosto) favoreceram a concentração aromática e níveis de álcool moderados associados a um excelente balanço de acidez nas uvas.
 
Vinificação
As uvas são colhidas manualmente em caixas de pequena capacidade e transportadas para a adega num curto espaço de tempo. Após a prensagem, o mosto obtido decanta durante 48 horas, segue-se a fermentação, a temperatura controlada, usando leveduras pré-seleccionadas para o efeito.
O engarrafamento efectua-se após a estabilização do vinho, sendo seguido de um estágio em garrafa.
A vinificação do Alvarinho Soalheiro está direccionada para obter um vinho que concentre a qualidade das uvas e permita uma boa evolução após o engarrafamento.
 
Álcool  12.5%
pH3.3
Acidez Total (g/dm3)6.1
Acidez Volátil (g/dm3)0.32
 
 
 
SOALHEIRO RESERVA 2014
 
 
As uvas que entram na laboração deste Reserva são colhidas manualmente a partir de uma seleção das vinhas na Quinta de Soalheiro, produzidas segundo os conceitos da agricultura biológica onde se protege o ecossistema vitícola fomentando a biodiversidade e a sustentabilidade ambiental.
 
A vindima decorreu em Setembro para manter a frescura aromática nas uvas de Alvarinho. Esta estratégia foi muito importante nesta vindima em particular devido à chuva que ocorreu no final do mês e em outubro. 2014 - uma colheita clássica e elegante.
 
As uvas, exclusivamente da casta Alvarinho, são colhidas manualmente em caixas de pequena capacidade e transportadas para a adega num curto espaço de tempo. Após a prensagem, o mosto obtido decanta durante 48 horas, segue-se a fermentação e estágio em Casco de Carvalho Francês (barricas novas e usadas), tendo permanecido nas borras finas com batonnage periódica até final de Junho 2014.
Personalidade: cor amarela intensa, aroma elegante e persistente com nuances de barrica, mantendo a frescura e a fruta da casta Alvarinho. O sabor é encorpado e complexo.
 
Produção 6 mil garrafas
Alcool 13%
Acidez Total 6,5 g/dm3
Açucar residual Seco
Acidez Vilátil 0,40 g/dm3
pH 3,38
 
 
 
SOALHEIRO PRIMEIRAS VINHAS 2014
 
As uvas de Alvarinho, são colhidas manualmente nas vinhas velhas com mais de 30 anos existentes na Quinta de Soalheiro, as Primeiras Vinhas.
 
Como habitualmente iniciou-se a vindima em Setembro para manter a frescura aromática nas uvas de Alvarinho.
Após a prensagem, o mosto obtido decanta durante 48 horas, segue-se a fermentação, a temperatura controlada. A fermentação ocorre essencialmente em inox a temperatura muito baixa (apenas 15% do volume total fermenta em cascos usados de carvalho), com manutenção das borras finas até início de Maio, mês em que ocorre o engarrafamento.
 
Prova
Apresentacor cor amarela citrina, aroma elegante e cheio que cresce no copo, tornando-se cada vez mais persistente. O sabor é encorpado, fresco e com grande complexidade gustativa.
 
Ácool 13%
Acidez Total 6,4
Açicar Residual Seco
Acidez Volátil 0,32
pH 3,30
 
 
 
 
ALLO - Alvarinho & Loureiro 2014
 
As uvas são provenientes de vinhas de Alvarinho e Loureiro localizadas no seu terroir de excelência, o vale do rio Minho e o vale do rio Lima em solo de origem granítica.
 
As uvas, exclusivamente da casta Alvarinho e Loureiro, são colhidas manualmente em caixas
de pequena capacidade. Após a prensagem, o mosto obtido decanta durante 48 horas, segue-se
a fermentação, a temperatura controlada, usando leveduras pré- seleccionadas para o efeito. O
engarrafamento efectua- se após a estabilização do vinho, sendo seguido de um estágio em
garrafa.
 
Castas
Alvarinho, Loureiro
Álcool (%) 11
pH 3.3
Acidez Total (g/dm3) 5.9
Acidez Volátil (g/dm3)0.26
 
A Prova
Cor amarela citrina e aroma elegante e mineral. O Alvarinho cheio de frutos tropicais e
estrutura contrasta com o Loureiro floral e pleno de elegância conferindo a este vinho branco
com 11% vol. um equilíbrio impar.
ALLO é um vinho branco vibrante e preciso com um equilíbrio impar devido ao perfil aromático, à frescura e ao teor alcoólico moderadamente baixo. O Alvarinho confere estrutura e o Loureiro a distinção aromática.
 
 
 
ALVARINHO SOALHEIRO DÓCIL 2014
 
As uvas de Alvarinho são provenientes de diversas vinhas de pequena dimensão implantadas em solo de origem granítica entre os 100 e os 200 metros de altitude.

 

 

Vinificação
As uvas de Alvarinho sem vindima tardia foram colhidas em caixas de pequena capacidade e
transportadas para a adega num curto espaço de tempo. O mosto obtido por prensagem das
uvas inteiras foi decantado e fermentado a temperatura baixa. A fermentação decorreu em
inox até atingir o equilíbrio de doçura e acidez pretendido e que ditaram o álcool final deste
Soalheiro – 9%.
 
Álcool 9 %
pH3.3
Acidez Total 7
Acidez Volátil 0.4
 
 
A Prova
Notas citrinas e tropicais da casta Alvarinho com um equilíbrio de acidez e doçura invulgares.
 

SOALHEIRO TERRAMATER 2014

 

 

Elaborado com uvas de produção biológica, não sujeito a filtração, a cor do vinho é intensa, o aroma cheio e aveludado e o sabor complexo com vegetal vibrante no final, essencialmente devido à vindima precoce e à maloláctica parcial em barricas de castanho.
 
A cor é intensa, o aroma cheio e aveludado e o sabor complexo com vegetal vibrante no final, essencialmente devido à vindima precoce (11,5% vol.) e à  fermentação maloláctica parcial em barricas de castanho (pipas tradicionais da região do minho).
 
Álcool 11,5 % vol.
Acidez Total 6,5 g/dm3
Açúcar Residual Seco
Acidez Volátil 0.34 g/dm3
pH 3.60
 
 
SOALHEIRO ESPUMANTE ALVARINHO 2013
 
 
Álcool 12,5 % vol.
Acidez Total 6,5
Açúcar Residual Bruto
Acidez Volátil 0.35
pH 3.20
 
As uvas de Alvarinho utilizadas na vinificação do Soalheiro Espumante são seleccionadas nas vinhas com uma concentração em açúcar mais baixa e de acidez fresca implantadas em solo de origem granítica entre os 100 e os 200 metros de altitude.

Soalheiro 2013 - uma colheita especial – a pureza aromática da casta Alvarinho com um equilíbrio perfeito entre mineralidade e elegância de sabor.
Após um inverno bastante húmido as temperaturas baixas durante o início do crescimento da vinha induziam uma colheita mais tardia do que a anterior.
Contudo, o clima em julho e agosto, muito seco equente, mas com noites frias, favoreceram uma vindima de muito boa qualidade com um amadurecimento lento a manter o álcool em níveis moderados, mas que ajustou a
acidez devido a temperaturas diurnas moderadamente elevadas. 
O início de Setembro igualmente quente e seco permitiu antecipar a vindima fugindo das chuvas que ocorreram a partir do final do mês e início de outubro.
 
A elaboração de um Espumante a partir da casta Alvarinho obriga a uma escolha criteriosa das uvas. O mosto resultante desta selecção fermenta a temperatura controlada, obtendo-se o vinho base para espumante.
Este vinho sofre, já em garrafa, uma segunda fermentação. A permanência na cave, a temperatura baixa e constante durante vários meses permite que este espumante mostre toda a elegância da casta Alvarinho.
 
Finda esta fase de fermentação e estágio, procede-se ao "degorgement", operação que permite a eliminação das leveduras existentes em garrafa e a substituição da cápsula metálica provisória pela rolha definitiva típica do espumante.
 
Apresenta cor amarela citrina, bolha fina e persistente. O aroma revela a fruta da casta Alvarinho, denotando um bom equilíbrio entre a acidez e o álcool. Na boca mostra persistência e estrutura.
 
 
 
SOALHEIRO ESPUMANTE BRUTO ROSÉ 2013
 
Casta Alvarelhão, Touriga Nacional e Alvarinho
 
Álcool 12,5 % vol.
Acidez Total 6,0 g/dm3
Açúcar Residual Bruto
Acidez Volátil 0.30 g/dm3
pH 3.23
 
As uvas no concelho de Melgaço em vinhas com um equilíbrio entre os açúcares e os ácidos perfeitos para a elaboração de espumante.
 
As vinhas estão implantadas em solo de origem granítica entre os 100 e os 200 metros de altitude.
.
As uvas de Alvarelhão caracterizadas pela pouca intensidade corante são a base deste Soalheiro Espumante Bruto Rosé muito ligeiro de cor. A casta Touriga Nacional e Alvarinho complementam a estrutura de boca dando elegância e persistência.
O mosto resultante desta selecção fermenta a temperatura controlada, obtendo-se o vinho base para
espumante. Este vinho sofre, já em garrafa, uma segunda fermentação. Finda esta fase de fermentação e estágio, procede-se ao "degorgement", operação que permite a eliminação das leveduras existentes em garrafa e a substituição da cápsula metálica provisória pela rolha definitiva típica do espumante.
 
Apresenta cor rosa salmão, bolha fina e persistente.
 
-
 
 
 
 
Imagem associada

› clique para aumentar uma imagem


JORNAL DE VINHOS 2008 v. 2 POWERED BY VBWORKS.NET