As estações, e os produtos que podemos saborear em cada uma delas, marcam os menus de Marlene Vieira. É com base nesta filosofia que a chef inaugura uma série de jantares focados nas quatro estações, que decorrem no seu projeto de alta cozinha, o Marlene, situado no Terminal Internacional de Cruzeiros de Lisboa. Poucos dias antes de se conhecerem as distinções do famoso guia Michelin, Marlene reúne algumas das estrelas nacionais para apresentar um menu de celebração do outono, onde as estrelas são os produtos da estação.

É no dia 15 de novembro que arranca a primeira série de quatro jantares anuais, cada um dedicado a uma estação do ano – outono, inverno, primavera e verão -, com os melhores produtos que cada estação tem para oferecer. A iniciativa pretende celebrar o produto nacional e a sazonalidade, numa abordagem contemporânea com fortes traços de Portugalidade, criando experiências que honrem a técnica, mas também a espontaneidade, com marcados sabores de identidade portuguesa. Marlene Vieira convidará assim vários chefs nacionais estrelados para cada um destes jantares, que vão trabalhar os produtos sazonais portugueses a seu lado, num menu articulado único e memorável.

Rui Paula (DOC), Henrique Sá Pessoa (Alma) e Óscar Geadas (Pousada G), todos com projetos distinguidos com estrelas Michelin, são os primeiros grandes convidados deste que também é o primeiro evento que se vai realizar no Marlene.

O especial menu de degustação terá 7 momentos, cabendo a Marlene Vieira criar os snacks e as sobremesas, enquanto Rui Paula trabalha o marisco, Henrique Sá Pessoa o peixe e Óscar Geadas a carne. O jantar tem um custo de 170 € por pessoa, com wine pairing, e terá início a partir das 19:30. A harmonização vínica está a cargo de Gabriela Marques, sommelier do Marlene, com vinho espumante das Caves de São João, vinhos da Herdade da Aldeia de Cima, e referências do produtor José Maria da Fonseca para acompanhar a parte mais doce da experiência.

O Marlene será “palco” para estes eventos com convidados especiais ao longo do ano, numa celebração conjunta dos melhores ingredientes, da sazonalidade e da gastronomia portuguesa.