A The Vine House, proposta de enoturismo situada na Quinta de São Luiz – berço dos vinhos Kopke e marca mais antiga de Vinho do Porto –, acaba renovar a carta do restaurante com o cunho do chef Vítor de Oliveira. Aberto há cerca de um ano, o Quinta de São Luiz by Chef Vítor de Oliveira reflete na nova carta os produtos da terra, num tributo ao trabalho dos homens e mulheres que, de sol a sol, se dedicam à quinta. Nela estão presentes sabores locais que se complementam com a sabedoria da tradição e com a força da alma das gentes durienses.

Na carta de primavera/verão, o Chef Vítor de Oliveira aposta em pratos de “corpo e alma duriense, onde a identidade do território é levada à mesa através de ingredientes esquecidos do grande público e que agora ganham palco em novos pratos, de onde se destacam os Cuscos de Vinhais, Legumes da Horta e Caldo de Casulas; a Sopa de Cebola com Arroz do Baixo Vouga; e o Cabrito Transmontano DOP. Desses ingredientes, além dos cuscos e da cebola, fazem também parte os milhos e o tomate coração de boi, que nascem da horta da Quinta de São Luiz.

Para o chef Vítor de Oliveira, “a paixão e dedicação da minha equipa começa na terra, nas hortas espalhadas pela Quinta de São Luiz. É ali que plantamos as nossas couves, alfaces, tomates coração de boi, cenouras, batatas e ervas aromáticas, e que colhemos as laranjas, limões, toranjas, figos, maçãs e romãs, e tantas outras frutas da estação que diariamente apresentamos à mesa do nosso restaurante”, pormenoriza.

Mas este trabalho de elevação da produção local extrapola os limites da Quinta de São Luiz, estendendo-se às localidades próximas de onde são originários os enchidos artesanais, os queijos de cabra e ovelha, os cogumelos, os azeites, os frutos secos e os cereais que fazem parte de uma ementa mais vasta, mas de onde se destaca um ingrediente transversal a todos os pratos: o tempo. “Para mim o tempo despendido na cozinha é de facto o nosso bem mais precioso. A minha experiência confirma que, para alcançar um sabor excecional, respeitador da história e das qualidades organoléticas de cada produto, é imperativo respeitar o seu tempo de produção e de confeção, até porque só assim, poderemos proporcionar as harmonizações mais marcantes com os nossos vinhos de Quinta e do Porto, com as marcas São Luiz, a centenária Kopke, a Burmester e a Quinta da Boavista, e oferecer uma experiência única e memorável a todos quantos nos visitam”, afirma Vítor de Oliveira.

Disponível desde abril, a carta inspirada nos “Socalcos do Douro” apresenta-se ao lado de outros pratos estrela da carta do chef Vitor de Oliveira, de onde se destacam as carnes DOP e o famoso arroz caldoso de bacalhau harmonizado com um Porto Vintage 2016. Onde brilham os ingredientes transformados em pratos, brilham também os vinhos da casa que lhes fazem companhia e assumem um merecido protagonismo, das icónicas referências de Porto Kopke às colheitas mais recentes DOC Douro da gama São Luiz, sem esquecer o carácter experimentalista de São Luiz Winemaker’s Collection.

Situada na margem esquerda do rio Douro, perto do Pinhão, em plena sub-região do Cima-Corgo, a Quinta de São Luiz oferece agora a todos os seus visitantes uma experiência enoturística que une o vinho e a gastronomia.

Quinta de São Luiz by Chef Vítor de Oliveira

E.N. 222 - Adorigo | 5120-012 Tabuaço