Produzido na pequena parcela virada a noroeste com as famosas vinhas de pé-franco plantadas em socalcos no coração da Quinta, o Nacional - que é um “field blend” (mistura de variedades no encepamento) de várias castas tradicionais do Douro - , foi vindimado como é habitual em apenas um dia, a 9 de outubro, e vinificado com pisa a pé num lagar pequeno.

O Quinta do Noval Vintage 2019 tem um ‘estilo Noval’ clássico e puro. O resultado final foi um blend de vinhos de 13 parcelas diferentes, maioritariamente do vale do Pinhão, do vale do Roncão, e de vinhas com vista para o Douro. "Perfeitamente harmonioso e elegante, encantador, concentrado e delicado, acreditamos que este é um grande Quinta do Noval, que representa a tradição desta casa", conclui o administrador.

O Quinta do Passadouro Vintage 2019 é o primeiro vinificado pela equipa da Quinta do Noval. Segundo a administração, este primeiro Vintage do Passadouro - que manifesta muita personalidade e reflete bem o terroir - justifica plenamente a decisão, tomada precisamente no verão de 2019, de adquirir esta propriedade.

“Apesar de o Passadouro ser vizinho das vinhas da Quinta do Noval, no Pinhão e no Roncão, e de ter uma qualidade e carácter que reconhecemos, também tem nuances diferentes que são distintas em cada parcela no Douro. Estamos encantados por incluir esta diferença e esta qualidade neste vinho”, diz Christian Seely.

A VINDIMA 2019

O ano de 2019 foi marcado por um inverno ameno e seco, quase sem chuva de Maio até final de Agosto. Apesar de algumas regiões europeias terem sofrido violentas vagas de calor, as temperaturas de verão no Douro foram mais baixas do que o habitual. Com um verão mais ameno, a ausência de chuva foi mais fácil de suportar para as videiras. Por outro lado, os baixos índices de humidade contribuíram para a ausência de doenças fitossanitárias, dando origem a frutos saudáveis de boa qualidade.

A vindima teve início a 9 de Setembro de 2019 para as castas tintas. As condições climáticas foram ideais, com temperaturas moderadas e, geralmente, secas. Porém, as chuvas registadas a 21 e 22 de Setembro e, mais tarde, entre 14 e 17 de Outubro, não constituíram problema. A produção foi superior à média dos últimos 10 anos e os mostos revelaram muita acidez e frescura naturais.

“Terminámos a vindima a 18 de Outubro após seis semanas. Foi uma longa colheita, algo que não é invulgar no Douro, onde a diversidade de castas, exposição e altitudes resulta em diferentes datas de vindima para cada parcela específica”.

As primeiras provas revelaram alguns vinhos excelentes, apresentando uma intensidade aromática muito pronunciada de frutos vermelhos maduros e uma notável vivacidade. A excelente qualidade dos taninos contribui para vinhos tintos bem estruturados e vinhos do Porto com um potencial de envelhecimento longo.

QUINTA DO NOVAL NACIONAL VINTAGE 2019

A designação “Nacional” provém de uma parcela de pé-franco situada no coração da Quinta, que não foi afectada pela Filoxera. São videiras nacionais sem o porta-enxerto americano, portanto pré-filoxeras. Este vinho é um motivo de orgulho nacional e, quando no seu melhor, é a mais alta expressão do extraordinário terroir da Quinta do Noval. “O Vintage Nacional é um fenómeno único e extraordinário. Não segue necessariamente o mesmo ritmo do resto da Quinta do Noval”, explica.

Há anos em que um grande Nacional é produzido sem que a Noval declare o Quinta do Noval Vintage. Outros anos há em que a Quinta do Noval declara um grande Vintage mas não declara o Nacional. E depois há anos, em que tanto a vinha do Nacional como as restantes vinhas da Quinta produzem Portos Vintage extraordinários mas totalmente distintos.

Castas

A parcela do Nacional está plantada com uma mistura das castas nobres do Douro, maioritariamente Touriga Francesa, Tinto Cão, Touriga Nacional, Sousão e Tinta Roriz.

Vinifação

As uvas foram pisadas a pé num pequeno lagar tradicional da Quinta e realizada por um grupo de seis homens durante três horas. A fermentação ocorreu sob um controlo de temperatura entre 25º a 28º C.

Envelhecimento

Estagiou 18 meses em velhos tonéis antes do engarrafamento, nos armazéns climatizados da Quinta.

Análises

Álcool: 19.5% - Açúcares totais: 100g/dm3 - Acidez Total: 5.40g/dm3 Ph: 3.61

QUINTA DO NOVAL VINTAGE 2019

O Porto Quinta do Noval Vintage caracteriza-se pela sua pureza de fruto e uma qualidade fina e delicada que é típica dos vinhos da propriedade em geral, mas que encontra a sua mais notável e duradoura expressão nos Portos Vintage.

Equilíbrio, harmonia, finesse e elegância são as características dos grandes vinhos do Porto Vintage, que são declarados somente quando o ano produziu um lote, ainda que pequeno, digno da chancela da Quinta do Noval. A Quinta segue um caminho próprio no que respeita aos vinhos do Porto Vintage.

“Se acreditamos ter vinhos com a qualidade e personalidade dos anos anteriores, não hesitamos em os declarar e engarrafar, mesmo que isso signifique fazê-lo em anos consecutivos e, como é frequente, engarrafar apenas umas centenas de caixas de Quinta do Noval Porto Vintage, que apenas representam uma pequena percentagem da produção total da Quinta”, afirma Christian Seely.

Nos grandes anos, quando há unanimidade entre os produtores de vinho do Porto e uma declaração geral, a Quinta do Noval também declara vintage o seu vinho e talvez em maior quantidade do que o habitual. Mas em qualquer ano, a exigência na sala de provas da Noval é sempre rigorosíssima e mesmo nos anos mais generosos, o volume de Porto Vintage declarado é extremamente pequeno: no máximo 15% da produção do terroir. No caso do 2019, a seleção de 2780 caixas representa 14% da produção total.

Castas

Touriga Nacional, Touriga Francesa, Tinto Cão, Sousão, Tinta Roriz

Vinificação

As uvas são pisadas a pé em pequenos lagares de granito.

Envelhecimento

O vinho estagia durante 18 meses em cascos de carvalho, nos armazéns climatizados da Quinta.

Análises

Álcool: 19.5% - Açúcares totais: 100g/dm3 - Acidez Total: 5.55g/dm3 Ph: 3.63