1.

A Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa realizou mais uma edição do seu Concurso de Vinhos. Em prova estiveram mais de 200 vinhos brancos, tintos e rosados. A região está em crescendo não só no mercado nacional, mas também nas exportações, como fez questão de frisar o presidente, e esta foi mais uma oportunidade para provar a grande qualidade dos seus vinhos com especial atenção para os brancos. A Demarcação engloba 9 sub-regiões: Carcavelos, Colares, Bucelas, Arruda, Alenquer, Torres Vedras, Lorinhã, Óbidos e Encostas D'Aire numa área de vinha de pouco mais ou menos de 10 mil hectares.

A casta Arinto mostrou todo o seu potencial de qualidade quer em varietais quer em vinhos de lote. Acidez, brilho e equilibrio são a grande chave. Não é uma surpresa, trata-se de uma confirmação. Os tintos mostraram-se francos e elegantes, todavia ainda á procura do seu melhor lugar de conforto. O tempo os levará com toda a certeza e muito em breve.

Os parabéns á CVR pela organização.

2.

Nota muito positiva para a Santini, que aproveita para celebrar a chegada do calor e dos dias mais longos com o lançamento de uma das edições limitadas mais aguardadas do momento pelos seus seguidores: o gelado de sabor Cereja do Fundão que está agora disponível em todas as lojas.

Em parceria com a Câmara Municipal do Fundão, a marca de gelados artesanais que baseia toda a sua estrutura em fruta fresca, sazonal, e de qualidade, tem vindo a homenagear este produto português de excelência que está apenas disponível nesta altura do ano.

Ainda não provámos, mas lá iremos!

3.

Pecou só pela parca divulgação!

A Câmara Municipal de Alcácer do Sal promoveu a 1ª Rota do Arroz. A região é também conhecida pelos seus arrozais e pela produção deste cereal. A iniciativa decorreu, entre os dias 22 e 27 de Junho à mesa de vários restaurantes aderentes do concelho. A qualidade gastronómica de boa parte dos restaurantes da região é, sobretudo, reconhecida pela singela e brilhante elaboração culinária dos produtos endógenos.

Nota bastante positiva para o Município pelo evento. Esperamos a segunda dose!

Só nos faltou-nos tempo para lá 'dar um mergulho', todavia o último no 'arroz de lingueirão' ainda está na memória.

4.

Chegou a SELZA. A hard seltzer nacional.

A José Maria da Fonseca está na jogada e avançou na distribuição:

- A SELZA é uma bebida da categoria "hard seltzer" que é o mesmo que dizer, água gaseificada com álcool aromatizada, que coexiste com as cervejas e as sidras mas com algumas diferenças.

Nesta marca em particular, a SELZA, tem pouco álcool (5% vol.), pouco açúcar (1,5 g. de açúcar de cana). é produzida somente com ingredientes naturais e, além de ser glúten-free, também é vegan. Esta hard seltzer apresenta-se numa lata de 250ml, não só por ser uma opção mais sustentável, mas também por ser um formato “ready-to-drink”, podendo ser apreciada diretamente da lata em momentos de socialização. Com sabor natural a fruta, a SELZA existe nos sabores Manga e Lima-Hortelã. Criada em 2020 por dois antigos estudantes de biotecnologia, Maia Pedro e Rui Santos, a SELZA, marca de hard seltzer 100% portuguesa, vai passar a ser distribuída pela José Maria da Fonseca Distribuição.

Não, ainda não provámos e também não temos pressa. A seu tempo!