Estes media têm como objetivo promover, divulgar e nivelar por cima o enoturismo português. Segundo revelou a presidente da APENO, Maria João de Almeida, trata-se de «uma revista trimestral premium, um objeto de coleção produzido com papel de alta qualidade e um design de alto nível», que será impressa em português e em inglês para assinantes, e disponível on-line por um preço simbólico. Quanto ao canal, lançado em parceria com a CRITEC e a Log Visuals, «a aposta recairá em programas e outros vídeos de qualidade, todos legendados em inglês».

Envolvente e informativa, a Wine Tourism Magazine destina-se a enoturistas mas também a todos os players dos setores do enoturismo, turismo e vinho. Um público muito diversificado que inclui um grande leque de empresas, entre os quais produtores de vinho, agências de viagens, agências de animação turística, hotéis, wine bars, restaurantes e garrafeiras que trabalhem diretamente com o setor. Assim como entidades oficiais ligadas aos setores do turismo e do vinho (comissões vitivinícolas regionais, entidades regionais de turismo, rotas dos vinhos, municípios, entre outros).

«Numa época em que o jornalismo tem seriamente de repensar a sua noção de qualidade, decidimos apostar não só nos materiais e design da revista, como na qualidade dos jornalistas, uma equipa de grande nível, com formação e a vivência das grandes redações de reconhecidos media nacionais, que darão informação de qualidade, investigada, confirmada e credível. Teremos na Wine Tourism Magazine, reportagens, artigos de opinião e entrevistas. Estes conteúdos darão a conhecer as questões mais pertinentes do setor, as nossas empresas de enoturismo (em ambiente rural e urbano), as nossas regiões, os vinhos e as castas, as personalidades de referência. A nossa missão é mostrar e aproximar os leitores da realidade deste setor em Portugal, que pretende alcançar o lugar cimeiro a nível mundial», revela Maria João de Almeida. «A maquete foi apresentada no Encontro dos Profissionais de Enoturismo no final de Janeiro e contamos lançar o primeiro número em Maio ou Junho», remata.

Tal como a revista, também a Wine Tourism TV pretende dar a conhecer o mundo do enoturismo português, de uma forma descontraída e didática. Nesta plataforma web serão produzidos e publicados, regularmente, conteúdos que vão envolver os espectadores numa experiência televisiva dinâmica. Além de revelar o melhor do enoturismo, das regiões e dos profissionais do sector em Portugal através de programas regulares, vamos também ter um espaço para que as entidades oficiais revelem o melhor das suas regiões neste espaço. «Há uns meses gravámos os primeiros programas, que serão disponibilizados muito em breve na Wine Tourism TV. Fomos a enoturismos de referência, como a Herdade da Malhadinha no Alentejo ou a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo, no Douro, mas vamos percorrer todo o país dando a conhecer quem melhor trabalha o sector», informa ainda Maria João de Almeida. Segundo a presidente da APENO, estes conteúdos serão lançados regularmente na plataforma e anunciados a um público nacional e internacional que envolve enoturistas, jornalistas, compradores e organizações do sector.