A Temple Wines, distribuidora que já representa mais de 50 produtores, solidifica desta forma a sua selecção de vinhos com o objetivo claro de oferecer uma escolha com identidade vincada, premium e que seja o reflexo das regiões de origem.

"Procuramos acrescentar valor e fidelizar os nossos clientes com projetos de escala pequena, verdadeiros e ligados à região onde se inserem, e o Morgado do Quintão e a Anunciada Velha foram duas escolhas imediatas. Acreditamos que esta parceria irá fortalecer a afirmação no mercado destas duas regiões, da tradição e reinvenção da produção vitivinícola nacional”, afirma Guilherme Corrêa, Wine Director da Temple Wines.(na foto)

Para Igor Beron, também Wine Director da Temple Wines, esta parceria vem reforçar o posicionamento da distribuidora no mercado. “Estamos entusiasmados por introduzir no nosso portfólio estas duas marcas, impulsionando a nossa aposta em regiões que são menos habituais, neste caso, Tejo e Algarve. Este passo alinha-se com o compromisso em oferecer aos nossos clientes experiências únicas e uma seleção de vinhos diferenciadora.” (na foto)

Os vinhos Anunciada Velha e Morgado do Quintão são dois projectos liderados por Filipe Caldas de Vasconcellos e que assumem na sua génese um denominador comum - a recuperação de uma herança quase perdida de duas regiões de Portugal – Algarve e Tejo. As duas marcas assumem características singulares, com uma realidade vínica (vinhas, castas e processos enológicos) regeneradas e enriquecidas.

"É com grande satisfação que vemos o nosso trabalho de regenerar o terroir do Morgado do Quintão e da Quinta da Anunciada Velha serem reconhecidos pela Temple Wines. Esta parceria fortalecerá ainda mais o nosso compromisso em produzir vinhos de excelência, oferecendo experiências autênticas e únicas aos apreciadores e curiosos de vinho", comenta Filipe Caldas de Vasconcellos, proprietário do Morgado do Quintão e Anunciada Velha.

O Morgado do Quintão, uma propriedade vitivinícola localizada no concelho de Lagoa fundada em 1810, tem assumido um compromisso claro com a preservação da "Negra Mole" - casta, até há pouco negligenciada e que encontra no Algarve o lugar onde pode expressar todo o seu potencial. Com um papel central na produção, a Negra Mole é a base de alguns dos vinhos mais icónicos deste produtor, como o Palhete e o Clarete, o Branco de Tintas, ou mesmo o Espumante e o seu vinho de Talha. Com métodos de vinificação inspirados no passado, foco nas suas vinhas velhas e um compromisso com a qualidade, este projecto familiar tem ganho ao longo dos anos destaque no cenário vinícola nacional bem como internacional e tem como ambição levar mais longe o reconhecimento do Algarve enquanto região vitivínicola de excelência.

Anunciada Velha é um projeto pequeno e mais recente, liderado pelo casal Teresa Júdice da Costa e Filipe Caldas de Vasconcellos, situado em Tomar. Os seus vinhos são feitos a partir de uvas de uma parcela única, de uma zona de várzea do vale do Aqueduto de Pegões, pelas mãos do enólogo João Nunes. O trio de castas Arinto, Fernão Pires e Castelão dão corpo aos vinhos produzidos com mínima intervenção e reflectem as características intrínsecas do lugar de onde provém.