Da irreverência de pensar e sentir o vinho, nasceu a gama Vicentino Naked, vinhos produzidos exclusivamente a partir da casta Pinot Noir e que refletem o espírito descomplicado e livre da Costa Vicentina.

Nascidos no Brejão, perto da Zambujeira do Mar e em plena Reserva Natural do Sudoeste Alentejano, os vinhos Vicentino Naked revelam o perfil mais vibrante e elegante da casta Pinot Noir, numa versão crua, sem recurso a barricas e acompanham na perfeição as refeições e momentos descontraídos inspirados pelos dias de sol e calor.

Depois do lançamento do primeiro vinho Pinot Noir Naked Tinto, no ano passado, nasce agora o Pinot Noir Naked Rosé 2019. Começando pela novidade, este é um rosé surpreendente, que evidencia a delicadeza da casta Pinot Noir ao mesmo tempo que lhe confere elegância e frescura. De aroma frutado, mostra-se suave na boca, com ligeira acidez e final longo e salino, transpondo para o habitat natural da costa atlântica.

Com este equilíbrio, torna-se um vinho muito versátil para as refeições leves de verão, de pratos vegetarianos e comidas exóticas ao mesmo tempo que, pela sua contenção alcoólica (11,5%) pode ser bebido como aperitivo ao ritmo das conversas prolongadas ao pôr-do-sol.

Este perfil de elegância e frescura, influenciado pelo oceano que banha as escarpas onde se localizam as vinhas Vicentino, também se revela no Pinot Noir Naked Tinto 2020, segunda colheita a ser lançada no mercado. Também com uma vinificação que preserva as características naturais da casta, manifesta logo na cor aberta o seu estilo peculiar. Sem estágio em barrica, é fiel aos aromas de frutos vermelhos típicos do Pinot Noir e, na boca é vibrante, guloso e muito elegante.

Também com baixo teor alcoólico (12,5%), é o convidado de honra de churrascos e sardinhadas de verão e o produtor recomenda também experimentar com gelado de morango, que acentua a fruta. É recomendado ser servido fresco a uma temperatura atípica para um tinto (12°C).